Campeão

Copa do Mundo v o nascimento da mtica seleo  Celeste Olmpica em 1930

Uruguai - Braso

Uruguai Copa do Mundo vê o nascimento da mítica seleção Celeste Olímpica em 1930

Se hoje o Uruguai decepciona, não era assim no início do século 20. A equipe havia conquistado o bicampeonato olímpico (1924 e 28) e, jogando em casa, era a favorita para vencer a primeira Copa do Mundo. Ainda mais com as ausências das principais forças europeias, como Inglaterra, Espanha e Itália, que desistiram de competir por causa da distância e da crise econômica.

As seleções foram divididas em quatro grupos. Encabeçaram as chaves: Argentina, Uruguai, Brasil e Estados Unidos, este último com vários jogadores de origem escocesa. Somente quatro equipes vieram da Europa para a América do Sul, todas consideradas do segundo escalão: França, Iugoslávia, Romênia e Bélgica.

Apesar do amplo favoritismo, a seleção uruguaia não fez uma boa estreia. Só conseguiu vencer o Peru por 1 a 0, graças a gol de Castro aos 15min do segundo tempo. Depois disso, porém, a equipe da casa deslanchou - goleou a Romênia por 4 a 0, ainda pela primeira fase, e aplicou 6 a 1 na Iugoslávia, na semifinal.

No dia 30 de julho, o estádio Centenário, construído especialmente para a Copa, recebeu mais de 80 mil pessoas para a partida final, que envolveu os anfitriões e os argentinos. Foi a reedição da disputa pela medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Amsterdã, dois anos antes (também vencida pela equipe Celeste).

Para acompanhar o duelo entre as duas seleções, cerca de 30 mil argentinos cruzaram o rio da Prata - apenas 10 mil entraram no estádio - na esperança de voltar com o título de campeões mundiais. Em contrapartida, temendo confrontos entre os torcedores, o governo uruguaio também destacou 10 mil policiais para garantir a segurança.

Diante dos argentinos, a seleção uruguaia soube colocar em campo a tão falada raça e a determinação necessárias para chegar o título, mas não sem antes levar um susto. Após sair à frente, com Dorado, aos 12min, o que parecia impossível aconteceu: a Argentina virou o jogo no primeiro tempo, com Peucelle, aos 20min, e Stábille, aos 38min.

No segundo tempo, após o empate, com um gol de Cea, aos 12min, os torcedores uruguaios empurraram sua seleção rumo à vitória. Aos 23min, a festa começou em Montevidéu, quando Iriarte marcou o terceiro. No fim da partida, o raçudo Castro fez 4 a 2 e confirmou a conquista do título mundial.

Após o apito final do árbitro belga Jean Langenus, o governo uruguaio decretou feriado nacional para o dia seguinte. Com o título garantido, a imprensa local fez questão de ressaltar que se tratava do tricampeonato mundial, em alusão às duas conquistas olímpicas recentes, nos anos de 1924 e 1928.

Escalação da Seleção

Jogos
4
Gols marcados
15
Gols sofridos
3
Jogadores que marcaram
6
Maior pblico
78.000
Valor da taa (em US$)
14 mil
  • "Hoje, falam que não sabíamos jogar futebol, que fomos campeões de mentira, mas quem fala assim nunca viu jogar um Anselmo, um Iriarte" Ernesto Mascheroni, zagueiro uruguaio

Data Fase Jogos
18/07/1930 1 fase Uruguai Uruguai - Bandeira 1 x 0 Peru - Bandeira Peru
21/07/1930 1 fase Uruguai Uruguai - Bandeira 4 x 0 Romênia - Bandeira Romênia
27/07/1930 Semifinal Uruguai Uruguai - Bandeira 6 x 1 Iugoslávia - Bandeira Iugoslávia
30/07/1930 Final Uruguai Uruguai - Bandeira 4 x 2 Argentina - Bandeira Argentina


Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos