AFP PHOTO / ROBERTO SCHMIDT

David Villa comemora: após 117 minutos sem gols, a Espanha marcou na Copa

21/06/2010 - 17h20

Espanha marca dois, vence, mas segue engasgada na Copa do Mundo

Do UOL Esporte
Em São Paulo

Sabe carro velho? Daqueles que engasgam um pouco antes de  pegar no tranco? A Espanha, pelo menos na Copa do Mundo da África do Sul, é assim. Nesta segunda-feira, todos os espanhóis devem estar torcendo para que na terceira partida, na sexta-feira, o time finalmente engrene. Porque, depois de duas partidas no Mundial, o favorito ainda não apareceu.

  • AP Photo/Matt Dunham

    S.Ramos lamenta lance perdido: Espanha voltou a tocar demais

  • AFP PHOTO / ROBERTO SCHMIDT

    Valladares pula em chute de Villa: desta vez, a bola não entrou

  • Reuters/Marcelo Del Pozo

    Sara Carbonero, namorada de Casillas, voltou ao gramado

  • Escalação Del Bosque colocou Torres no ataque e Villa e Navas pelas pontas. Deu certo 
    O pênalti Villa sofreu a infração, cobrou e podia virar o artilheiro da Copa. Mandou pra fora.
    Jogo pela direita Jesús Navas e Sergio Ramos fizeram uma boa dupla. Se Fernando Torres estivesse bem, teria feito a festa 

Nesta segunda-feira, a equipe venceu Honduras por 2 a 0. É verdade que o resultado deixou Xavi, Villa & Cia. em situação confortável para se classificar para as oitavas de final. Mas o futebol que encantou o mundo na Eurocopa ainda não chegou.

Com três pontos e um saldo de gols superior, o time só precisa vencer o Chile na sexta-feira para se classificar. Já os sul-americanos, que bateram a Suíça nesta manhã e chegaram a seis pontos na chave, precisam ao menos empatar contra os atuais campeões europeus para ir para a próxima fase - ou então torcer contra uma vitória Suíça por diferença grande de gols no jogo com eliminada Honduras, que tem chances remotas.

Quem vê a situação espanhola após o jogo, confortável, não imagina o quanto a Fúria sofreu. E a analogia do carro velho funciona perfeitamente. Aos 17 minutos, Villa marcou um dos gols mais bonitos da Copa do Mundo. Recebeu na entrada da área, driblou dois jogadores com um só toque, passou por outro marcador e chutou no ângulo.

Depois, o carro engasgou. E o motivo foi Fernando Torres. Claramente sentindo falta de ritmo de jogo e inquieto pela falta de gols, ele perdeu chances claras. No primeiro tempo, por exemplo, errou uma cabeçada e um chute na cara de Valladares. No segundo, nem isso - foi substituido por Matta no meio do período final.

Mas, se a referência não funciona, pelo menos o coadjuvante assumiu o papel de protagonista. Tudo bem que Villa não é exatamente um ajudante. Entre os jogadores do time de Del Bosque, ele é quem mais marcou gols com a camisa espanhola. Já são 40 gols em jogos oficiais, contra 24 de Torres.

Com mais liberdade do que na estreia, contra a Suiça, ele caiu pela esquerda e fez a festa. Antes do primeiro gol, já tinha feito ao menos duas boas jogadas, criando chances de gol. No segundo tempo, fez o 2 a 0, com chute de fora da área, que desviou em um rival. E ainda perdeu um pênalti, que não vai fazer falta se o time vencer, também, o Chile.

Quem também foi bem  foi o setor direito do time espanhol. Sergio Ramos e Jesús Navas se entenderam como se jogassem juntos. A cada ataque, um dos dois ultrapassava, recebia na frente dos rivais hondurenhos, em condição de cruzamento.

Apesar dos flashes de bom futebol, a Espanha segue devendo. Quem sabe se, contra o Chile, quando o time deve ser atacado, a história não muda. Até lá, o rótulo de amarelão da equipe em Copas do Mundo vai continuar valendo.

 

Blog do Juca
Ganhar só por 2 a 0 de Honduras, e já na segunda rodada da Copa, foi muito pouco para quem é campeão da Europa
Blog do Birner
Justa vitória espanhola. Não dá para comparar as seleções. A favorita venceu sem  dificuldade mas ficou longe de encantar. Falta simplicidade.
    1ºT - 7min - UUUUHHHH!!! Villa tenta encobrir o goleiro Valladares e a bola explode no travessão.
    1ºT - 17min - GOOOLLL DA ESPANHA!!! Villa recebe pela esquerda, passa por dois marcadores e invade a área. O camisa 7 ainda se livra da marcação de Chávez e chuta no ângulo.
    1ºT - 34min - Villa passa para Torres, que deixa zagueiro hondurenho caído após corte, mas chuta por cima da meta de Valladares.
    2ºT - 5min - GOOOOLLL DA ESPANHA!!! Após ataque de Honduras, a Fúria arma contra-ataque. Navas aparece pela direita, rola para Villa, que da entrada da área, chuta. A bola desvia e entra
    2ºT - 17min - Villa perde pênalti sofrido por Navas. Autor dos dois primeiros gols, o camisa 7 bate rasteiro à esquerda de Valladares

 

VILLA
É verdade que perdeu uma série de gols e um pênalti, mas foi sempre perigoso com a bola
TORRES
É claro que sente a falta de ritmo de jogo. Em todas as bolas que pegou, foi afobado
SERGIO RAMOS
Ao contrário do primeiro jogo, foi bem. A entrada de Jesús Navas em seu setor ajudou.
SUAZO
Que estreia! Não fez nada. Recebeu 25 bolas e perdeu 10, segundo o Datafolha

Ficha da Partida

Espanha

Técnico: Vicente del Bopsque
1. Casillas
17. Arbeloa
15. Sergio Ramos
5. Puyol
3. Piqué
11. Capdevilla
14. Xabi Alonso
16. Busquets
10. Cesc Fábregas
8. Xavi
22. Jesús Navas
13. Mata
9. Fernando Torres
7. Villa

Honduras

Técnico: Reinaldo Rueda
18. Noel Valladares
2. Osman Chávez
7. Ramón Nuñez
19. Danilo Turcios
3. Maynor Figueroa
15. Walter Martínez
8. Wilson Palácios
21. Emílio Izaguirre
20. Guevara
12. Georgie Welcome
13. Roger Espinoza
23. Sergio Mendoza
10. Jerry Palácios
11. Suazo
Primeira fase - Grupo H  
Data: 21/06/2010 - 15h30 Árbitro: Yuichi Nishimura (JAP)
Local: Ellis Park Assistentes: Toru Sagara (JAP) e Jeong Hae Sang (CDS)

Compartilhe:

    Siga UOL Copa do Mundo

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host