Brasileiros e argentinos entram em confronto em BH, e polícia usa bombas

Isabela Noronha
Do UOL, em Belo Horizonte

Veja Também

A rivalidade entre Brasil e Argentina acabou em confronto generalizado pela primeira vez na madrugada deste sábado, em Belo Horizonte. Palco de confraternização de torcedores, a praça Diogo de Vasconcelos virou um cenário de briga com torcedores não só dos dois países, mas de diversas nacionalidades trocando garrafadas. Um jovem de 23 anos foi detido.

A polícia teve de intervir e chegou a usar bombas de efeito moral para separar os torcedores e dispersas os envolvidos na briga. O confronto começou por volta das 2h da madrugada. Os policiais receberam denúncias de princípios de confusão. Câmeras no local também flagraram o problema e foi preciso que as autoridades entrassem em ação.

Além da detenção, um homem de 21 anos fez boletim de ocorrência para denunciar uma lesão corporal, acusando um grupo de pessoas de o atacarem com uma garrafa de vidro.

De acordo com o jornal O Estado de Minas o indivíduo preso foi Pedro Henrique da Cunha Kellis Pinheiro, de 23 anos, encaminhado para a Central de Flagrantes da Polícia Civil (Ceflan). 

Alguns confrontos já haviam acontecido durante a Copa, mas este foi o primeiro grande caso com brasileiros e argentinos diretamente. Os vizinhos estão em grande número em Belo Horizonte, já que a seleção de Messi encara neste sábado, às 13h, o Irã.

Entre as outras brigas deflagradas até aqui, as maiores tiveram corintianos jogando rojões em torcedores ingleses em um bar de São Paulo e argentino e chilenos se provocando no Rio de Janeiro.

Últimas de Copa do Mundo 2014



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos