Pra que Fan Fest? Alzirão transmitirá jogos da Copa para 30 mil no Rio

Vinicius Konchinski
Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Divulgação

    Torcedores se reúnem na Zona Norte do Rio para assistir a jogos da Copa no Alzirão

    Torcedores se reúnem na Zona Norte do Rio para assistir a jogos da Copa no Alzirão

Veja Também

Torcedor carioca, fique tranquilo. Se a Fifa e a Prefeitura do Rio de Janeiro ainda discutem se haverá mesmo Fan Fest na capital fluminense, um grupo de amigos garante que não faltará espaço na cidade para que qualquer pessoa possa assistir aos jogos da Copa do Mundo de 2014, de graça, juntos com seus colegas. A chamada Turma do Alzirão já está mobilizada e promete organizar na Tijuca, zona norte, uma festa popular para até 30 mil pessoas nos jogos do Brasil no Mundial.

O evento terá telão de LED, decoração, sistema de som, shows e bares. Vai acontecer a cerca de um quilômetro do Maracanã, na região da esquina das ruas Conde do Bonfim e Alzira Brandão. Por causa do endereço, ele é chamado de Alzirão.

O Alzirão acontece toda Copa do Mundo desde 1978, quando o Mundial foi realizado na Argentina. Surgiu quando um grupo de pessoas decidiu levar para a rua uma televisão de 20 polegadas para assistir aos jogos da seleção. Desde então, só cresceu e se consolidou como um dos eventos mais tradicionais do Rio de Janeiro ligados à Copa do Mundo.

A festa também ficou mais profissional. O grupo de amigos-organizadores virou a Associação Recreativa e Cultural Turma do Alzirão. Em 2014, eles pretendem realizar no Rio a maior exibição pública não oficial de jogos da Copa da história.

"Vamos fazer uma festa 100% brasileira. Uma festa realmente do povo e para o povo. A maior que já organizamos", afirma Guilherme Guazzelli, comerciante de 41 anos e também diretor da Associação Turma do Alzirão. "O evento já faz parte da história da cidade. Desta vez, como a Copa acontecerá aqui, ele vai ser especial."

Organização e dificuldades

Segundo Guazzelli, a preparação para o Alzirão 2014 começou ainda no ano passado. Ele conta que, na Copa das Confederações de 2013, a associação organizadora chegou a cogitar realizar uma edição extra do evento, mas acabou desistindo para poder se concentrar na festa da Copa do Mundo, que demandará muito mais trabalho.

Licenças, equipamentos e até autorização da TV Globo para transmitir os jogos da Copa, tudo é providenciado pela própria entidade. Atualmente, Guazzelli diz que o Alzirão negocia com algumas empresas patrocínio para o evento. Para isso, leva em conta até contratos da Fifa com suas parceiras.

LINHA DO TEMPO

  • 1978

    Improviso

    TV de 20 polegadas posta na rua dá origem ao Alzirão

  • 1982

    Decoração

    Alzirão ganha decoração e queima de fogos de artifício

  • 1986

    Multidão

    Festa ganha reconhecimento e reúne 5 mil

  • 1994

    Shows

    Copa do tetracampeonato teve show e desfile no Alzirão

  • 2002

    Madrugada

    Na Copa do Japão, jogos na madrugada levaram 30 mil pessoas às ruas no Alzirão

"Essa tal de Lei Geral da Copa complica muito as coisas", reclama ele. "Dá até cadeia se nosso evento e nossos patrocinadores acabarem usando marcas da Fifa, coisas exclusivas da Copa. É chato demais"

Nada disso, porém, vai ameaçar o Alzirão. De acordo com Guazzelli, mesmo que o evento não fosse organizado, os torcedores estariam nas ruas da Tijuca assistindo aos jogos, de alguma maneira. "Já é uma tradição", diz.

Apoio do governo

A Prefeitura do Rio de Janeiro ainda não confirmou a realização do Fan Fest no Rio porque não chegou a uma acordo com a Fifa sobre o pagamento dos custo do evento. Sobre o Alzirão, a administração municipal informou que não tem um apoio financeiro fechado para a festa. A autorização para que ela possa ocorrer, contudo, está garantida.

O governo do Estado do Rio de Janeiro, por sua vez, incluiu o Alzirão na lista de projetos beneficiados na Lei de Incentivo ao Esporte. Por meio dessa lei, abriu mão de receber R$ 2,4 milhões em impostos para apoiar a organização da festa. As empresas que decidirem patrocinar o Alzirão é quem deixam de pagar os tributos.

Patrocinadores da Fan Fest, pelo menos até agora, não terão direito a esse beneficio fiscal. Para Guazzelli, isso é só mais um motivo para a Fifa invejar o Alzirão.

"Nós inventamos a festa de torcedores da rua. A Fifa sabe disso", provoca. "Fazemos o mesmo sucesso do Fan Fest. Mas a festa deles custa caro e a nossa é barata."

Notícias relacionadas



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos