Felipão confirma pressão espanhola, mas diz que não cede Diego Costa

Fernando Duarte
Do UOL, em Pequim (China)

Veja Também

O técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, confirmou nesta terça-feira em Pequim que expressou formalmente à Federação Espanhola de Futebol sua objeção à convocação do atacante Diego Costa pela seleção espanhola. Scolari informou que a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) foi consultada por escrito na semana passada sobre a liberação do jogador do Atlético de Madri.

"Ainda sou o treinador da seleção brasileira e até o dia 7 de maio, o dia da convocação para a Copa do Mundo, tenho o direito de poder chamar todos os jogadores que estou observando. Fomos consultados e expressei minha opinião à CBF'', afirmou Felipão.

A CBF entregou para a Federação Espanhola um documento em que libera o atacante Diego Costa para ser convocado para a seleção europeia. Porém, deu indicações de que Felipão pretende convocar o jogador para os amistosos que a seleção fará em novembro, contra Honduras e um adversário a ser definido (possivelmente a Rússia).

Há duas semanas, antes da viagem para os amistoso da Ásia, Felipão expressou publicamente seu desagrado com a decisão de Costa de atuar pela Espanha e ironizou o que viu como oportunismo dos espanhóis. O problema é que uma convocação para os amistosos de novembro, por exemplo, poderia acirrar o cabo de guerra entre as duas federações, ainda mais quando o jogador expressou sua preferência pelos espanhóis.

Num momento em que encontra dificuldades para fechar a lista de atacantes da seleção brasileira, ainda mais depois de uma atuação discreta de Alexandre Pato no amistoso contra Zâmbia, o técnico não quer abrir mão de um jogador que vem sendo um dos principais artilheiros do Campeonato Espanhol.

Convocado duas vezes por Felipão, como reserva de Fred para os amistosos contra Itália e Rússia, em março, Diego Costa não causou grande impacto. O jogador, no entanto, evoluiu depois de se transformar na principal opção ofensiva do Atlético após a venda de Radamel Falcão para o Mônaco.

Notícias relacionadas



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos