Para Scolari, Brasil, Espanha, Alemanha, Itália e Argentina são favoritas em 2014

Do UOL, em São Paulo

  • Júlio César Guimarães/UOL

    Para Felipão, a seleção brasileira "é a mais favorita de todas"

    Para Felipão, a seleção brasileira "é a mais favorita de todas"

Veja Também

O técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari afirmou na manhã desta quinta-feira (24), durante bate-papo com internautas ao lado do ministro do Esporte, Aldo Rebelo, que considera as seleções de Alemanha, Argentina, Brasil, Espanha e Itália como as favoritas para vencer a Copa do Mundo de 2014. Segundo ele,  "dentre essas cinco seleções, pelo menos uma estará na final".

O treinador explicou seu palpite: "A (seleção) mais favorita é a nossa, do Brasil. Temos que ganhar e não temos o que discutir. A Espanha vem chamando atenção pelo que vem apresentando. Já a Alemanha, desde 2003, vem passando por uma reformulação interessante. A Itália é favorita pela tradição e pela forma que joga. E a Argentina (é favorita) pela qualidade dos jogadores que possui". 

Durante o bate-papo, Scolari disse que não dá atenção às eventuais críticas que recebe o atacante Neymar por, supostamente, simular faltas e cair com frequência no gramado durante as partidas.

Para o treinador, o que Neymar mais costuma receber são elogios. Em relação às quedas do atleta durante os jogos, para Scolari, há uma explicação clara: "Ele (Neymar) dribla muito bem e é franzino. Então, sofre muitas faltas e cai, mas não tenta simular. Tanto não tenta simular que já levanta e volta ao jogo".

Ainda segundo o técnico, tanto Neymar quanto os demais jovens atletas da seleção receberam inúmeros elogios por parte da comissão técnica e funcionários que trabalhavam ou trabalham na CBF desde antes de sua volta ao cargo de comando. "Me disseram que eles são talentosos e sabem ouvir".

Scolari disse ainda que "segue" o trabalho de cerca de cinquenta jogadores brasileiros ao redor do mundo para compor o time da seleção brasileira que disputará a Copa do Mundo de 2014. "Não existe nenhuma dificuldade para montar esta seleção, temos muitas opções em todas as posições", afirmou.

Para ele, o Brasil entrará em campo na Copa de 2014 para ganhar, e não há como fugir desta pressão que existe por ser o país sede do Mundial. "Todo o planejamento de agora até a Copa está praticamente pronto. Vamos montar a melhor seleção possível e vamos entrar em campo em 2014 para ganhar", disse o técnico.

 

Últimas de Copa do Mundo 2014



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos