Vandalismo em estádio saiu caro para um alemão e um grego curtirem a Copa

José Ricardo Leite

Do UOL, em Fortaleza (CE)

  • José Ricardo Leite/UOL

    Torcedor alemão detido por quebrar cadeira

    Torcedor alemão detido por quebrar cadeira

Dois torcedores estrangeiros, um alemão e um grego, foram detidos na cidade de Fortaleza por vandalismo no estádio Castelão durante jogos da Copa do Mundo de 2014 e só conseguiram deixar o país depois de desembolsarem um valor considerável para uma viagem internacional. Ambos tiveram que ressarcir o valor das cadeiras que quebraram e pagaram multa para instituições sociais.

O alemão Robert Richard Rexhaus foi detido depois de quebrar uma cadeira no jogo entre Alemanha e Gana, pela fase de grupos. Ele foi penalizado pelo Juizado do Torcedor e de Grandes Eventos de Fortaleza a pagar R$ 375 pela cadeira e mais R$ 2.172 (equivalente a três salários mínimos) para uma instituição social local.

Só depois que mostrou o comprovante de que pagou pelo menos metade da dívida dos salários mínimos é que deixou a capital cearense, na quinta-feira. A brincadeira de quebrar cadeira acabou saindo R$ 2.547 reais pra ele.

Já o grego George Tratseles danificou duas cadeiras do estádio na partida de seu país contra a Costa do Marfim, na última terça-feira. O torcedor foi detido durante a partida que seu time venceu a equipe africana por 2 a 1.

Ele teve que desembolsar R$ 750 por elas e mais R$ 1.448 (dois salários mínimos) pela atitude de vandalismo, um total de R$ 2.198. O dinheiro será destinado a uma instituição de caridade e ele só poderia deixar o país depois que comprovasse ter pago na íntegra os dois valores.

"Eles pagaram e já saíram depois que aceitaram a pena por crimes de dano contra o patrimônio público. Na quinta-feira eles foram para o aeroporto e o delegado me ligou pedindo autorização, e eles já tinham pago. Foram flagrados, mas liberados porque pagaram a fiança", falou a juíza Maria José Bentes Pinto, titular do Juizado do Torcedor e de Grandes eventos em estádio.

O alemão quebrou uma cadeira em uma briga com a torcida brasileira depois de um dos gols da seleção da Alemanha contra Gana, no empate por 2 a 2. Com a torcida local empurrando o time africano, houve guerra de cervejas e até uma faixa alemã retirada por brasileiros. Após bate boca, o alemão quebrou uma cadeira. Segundo o juizado, sua justificativa foi a de dar um chute sem a intenção de quebrar.

Já o grego quebrou as duas cadeiras depois que a Grécia converteu um pênalti nos acréscimos contra a Costa do Marfim e se classificou para a segunda fase. Ele alegou que foi empurrado por outros torcedores e caiu em cima dos assentos, e isso ocorreu a quebra.

Ambos tiveram o processo suspenso ao se comprometerem pagar a dívida e não cometer novos delitos no Brasil. "Se tiverem mais algum tipo de problema, eles perdem o benefício da despenalização e podem sofrer com um processo", explicou a juíza.

Veja também



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos