Copa 2018

Coutinho e Neymar firmam geração que deu último título mundial ao Brasil

Luka Gonzales/AFP
Neymar e Philippe Coutinho durante treino do Brasil, em Lima Imagem: Luka Gonzales/AFP

Thiago Rocha

Do UOL, em São Paulo

14/01/2018 04h00

Gabriel, Danilo, Bruno Uvini, Juan Jesus e Gabriel Silva; Fernando, Casemiro, Philippe Coutinho e Oscar; Henrique Almeida e Willian José. Foi com essa escalação, com alguns nomes familiares, que o futebol brasileiro comemorou pela última vez um título mundial de seleções – a Copa do Mundo Sub-20, em 2011, na Colômbia. Era o suprassumo da geração dos nascidos entre 1991 e 1992, que ainda inclui Lucas Moura e Neymar, que não foram liberados por seus clubes para disputar o torneio, mas participaram da conquista do Sul-Americano da categoria no mesmo ano, no Peru.

Quase sete anos se passaram, e nem todos se mantiveram com nível de seleção, algo natural no futebol. Quem se destacou, no entanto, passou a ter papel importante não só para revigorar a equipe brasileira para a Copa da Rússia, mas também como alicerces para os próximos Mundiais. Dos 21 campeões em 2011, quatro são frequentes nas convocações de Tite: os laterais Danilo e Alex Sandro, o volante Casemiro e o meia-atacante Philippe Coutinho. Eles se juntam ao atacante Neymar nessa categoria das promessas da época que “vingaram” em nível internacional.

Amigos desde as categorias de base da CBF e companheiros na seleção brasileira principal, Coutinho e Neymar, ambos com 25 anos, simbolizam o sucesso dessa geração. Jovens e milionários, eles se tornaram as contratações mais caras da história do futebol mundial. Juntos, movimentaram 380 milhões de euros (R$ 1,4 bilhão na cotação do dia) nas duas janelas de transferências da atual temporada europeia.

Astro do Paris Saint-Germain, Neymar já assumiu o protagonismo da seleção brasileira desde a Copa das Confederações de 2013 e chegará à Rússia com a bagagem (e a frustração) de uma Copa anterior. Veste a camisa 10 e tem boas possibilidades de ser o capitão de Tite no próximo Mundial.

Recém-contratado pelo Barcelona, Coutinho precisou de um pouco mais de tempo para conquistar projeção mundial, obtida com a camisa 10 do Liverpool. Na seleção, ganhou a confiança do treinador brasileiro e passou a ser titular na vaga de Willian, homem de confiança de Tite e mais experiente (tem 29 anos).

Arquivo Pessoal
Neymar e Coutinho, aos 15 anos. Dupla movimentou R$ 1,4 bilhão no mercado da bola Imagem: Arquivo Pessoal

O aproveitamento da geração campeã mundial sub-20 em 2011 até poderia ser maior na seleção brasileira principal. O meia Oscar teve lugar cativo no grupo por muito tempo, mas algumas atuações apáticas com a Amarelinha o afastaram da Copa. Trocar o Chelsea pelo futebol chinês também não foi benéfico para o jogador – pelo menos em termos de seleção.

O volante Allan, revelado pelo Vasco, é destaque do Napoli, mas a falta de chances com Tite pode fazer com que opte por defender a Itália futuramente. O atacante Willian José, artilheiro da Real Sociedad, está tirando passaporte espanhol e chegou até a se “oferecer” à seleção europeia.

Artilheiro do Mundial Sub-20, com cinco gols, e eleito o melhor jogador do torneio, o atacante Henrique Almeida nunca chegou à seleção principal. 

Onde estão os 21 jogadores?

Alex Grimm - FIFA/FIFA via Getty Images
Imagem: Alex Grimm - FIFA/FIFA via Getty Images

Já que a geração campeã mundial de 2011 rendeu bons frutos para o futebol, onde estão os 21 convocados pelo técnico Ney Franco para o torneio? Por posição, confira abaixo o destino de cada um:

Goleiros – O titular foi Gabriel, revelado pelo Cruzeiro e atualmente terceiro reserva do Milan, sem jogos oficiais disputados nesta temporada. Cesar era o suplente. Após anos sem espaço no Flamengo, ele ganhou projeção no fim de 2017 ao substituir o contestado Alex Muralha nas finais da Copa Sul-Americana. A terceira opção da posição era Aleks, ex-Avaí e atualmente no Tricordiano-MG.

Laterais – Pela direita, o Brasil tinha Danilo, titular com Pep Guardiola no Manchester City, e Rafael Galhardo, que atualmente negocia com o Vasco. Pela esquerda, as opções eram Gabriel Silva, ex-Palmeiras e atualmente no Saint-Etienne, da França, e Alex Sandro, titular da Juventus e presente nas últimas convocações de Tite.

Zagueiros – A defesa titular era formada por Bruno Uvini, fruto da base do São Paulo e hoje jogador do Al-Nasr, dos Emirados Árabes Unidos, e Juan Jesus, revelação do Internacional e atualmente na Roma. As opções eram Frauches (ex-Flamengo e atual Army  United, da Tailândia) e Romário Leiria (ex-Inter e que jogou a última Série B pelo Boa Esporte).

Meio-campistas – A formação titular contava com Fernando (Spartak Moscou), Casemiro (titular do Real Madrid), Oscar (Shanghai SIPG, da China) e Philippe Coutinho (Barcelona). O volante Alan (Napoli) e o meia Alan Patrick (Shakhtar Donetsk) eram opções. Atualmente jogando como atacante pelo Palmeiras, Dudu era o meia-atacante, uma opção mais versátil do elenco.

Atacantes – Henrique Almeida (vinculado ao Grêmio e negociando com o Vasco) e Willian José (Real Sociedad) formavam o ataque titular, com Negueba (Gyeongnam, da Coreia do Sul) na reserva.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Ohata
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
EFE
De Primeira
Blog do Rafael Reis
UOL Esporte - Futebol
LancePress
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Blog de Esportes
Copa do Mundo 2018
Blog do Rafael Reis
UOL Esporte
Copa do Mundo 2018
EFE
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Redação
Copa do Mundo 2018
AFP
Blog do Rafael Reis
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Blog Patadas y gambetas
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Reuters
EFE
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
EFE
Copa do Mundo 2018
EFE
Topo