Copa 2018

Veja três fatores que fazem Brasil x Alemanha ser improvável nas oitavas

Bruno Freitas

Do UOL, em São Paulo

03/12/2017 04h00

O sorteio da Copa do Mundo na última sexta-feira deixou no ar para os brasileiros o temor de um reencontro precoce entre a seleção e a Alemanha, já nas oitavas de final, numa possível reedição da famosa semifinal de 2014. No entanto, uma análise sobre fatores históricos e técnicos leva a crer que o choque dos pentacampeões com os tetracampeões mundiais é improvável – pelo menos nesta etapa do torneio.

Depois do 7 a 1 da última Copa no Mineirão, Brasil e Alemanha têm partida amistosa marcada para 27 de março, no último compromisso antes de Tite divulgar a convocação para o Mundial. Depois disso, o reencontro pode acontecer na Rússia, aí num jogo oficial.

Caso ambas seleções avançarem em primeiro lugar de seus respectivos grupos, o confronto só será possível em uma eventual final. Para o embate pintar mais cedo, nas oitavas, passado e presente das duas super potências de Copas precisam ser desafiados.

1. Raramente passam às oitavas como segundo lugar

Robson Fernandjes/Estadão Conteúdo
Imagem: Robson Fernandjes/Estadão Conteúdo

Brasileiros e alemães são donos das duas histórias "mais pesadas" da história das Copas. São os países com mais jogos acumulados (104 e 106) e mais vitórias (70 e 66) em 20 edições já disputadas. Com nove títulos entre si, os dois times raramente avançam à fase eliminatória não sendo os líderes de seus grupos.

A última vez que o Brasil não passou da primeira fase como primeiro colocado foi em 1974. Na oportunidade, com a Copa disputada em outro formato (com 16 países), os brasileiros avançaram em 3º lugar, atrás de Escócia e Iugoslávia em critérios de desempate.

Já a Alemanha passou às oitavas em segundo lugar de seu grupo pela última vez em 1986, no México. Naquela oportunidade, o time dirigido por Franz Beckenbauer ficou atrás da Dinamarca (mas adiante chegaria à final contra a Argentina).

2. Sobraram nas eliminatórias

Depois que Tite assumiu o comando em meados de 2016, a seleção conseguiu uma sequência impressionante de resultados positivos e se classificou para a Copa com bastante facilidade – quatro rodadas de antecedência. No fim, o Brasil foi o primeiro colocado das eliminatórias sul-americanas, dez pontos à frente do segundo colocado, Uruguai.

Por sua vez, a Alemanha também não encontrou dificuldades para chegar a mais uma Copa. Os atuais campeões mundiais venceram com sobras um grupo das eliminatórias europeias cujos principais adversários foram Irlanda do Norte e República Tcheca. Foram 11 pontos de vantagem do time de Joachim Low em relação ao segundo colocado.

3. Renovação bem-sucedida com jovens promissores

AP Photo/Ivan Sekretarev
Imagem: AP Photo/Ivan Sekretarev

Depois da péssima impressão que deixou na última Copa, apesar da 4ª colocação, o Brasil precisou encarar uma renovação forçada. Assim, novos nomes ocuparam lugares de destaque no ciclo para 2018, principalmente depois que Tite assumiu a direção técnica. Alisson, Casemiro e Gabriel Jesus são símbolos desta rejuvenescida equipe que vai à Rússia.

Por sua vez, apesar de se despedir de nomes históricos de 2014 como Klose, Lahm e Schweinsteiger, a Alemanha conseguiu promover bons nomes na caminhada até a Rússia.

A prova disso veio com o título na Copa das Confederações de 2017, quando Joachim Low descansou seus principais jogadores e triunfou com um elenco basicamente de novatos. Destaque para Julian Draxler, companheiro de Neymar no PSG, e Timo Werner, atacante do RB Leipzig, figuras que possivelmente estarão no Mundial.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
UOL Esporte
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
UOL Esporte
Blogs - Mauro Beting
Copa do Mundo 2018
EFE
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
UOL Esporte
UOL Esporte
UOL Esporte
UOL Esporte
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Blogs - Mauro Beting
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
UOL Esporte vê TV
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Blog do Perrone
UOL Esporte - Futebol
Blogs - Mauro Beting
Copa do Mundo 2018
Blog de Esportes
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
UOL Esporte
Copa do Mundo 2018
UOL Esporte
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Topo