Copa 2018

Imprensa argentina comemora: "Brasil, só na final"

Reprodução
Capa do Clarin sobre o sorteio da Copa Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

01/12/2017 15h30

Após o sorteio dos grupos da Copa do Mundo, nesta sexta-feira, a imprensa argentina comemorou dois fatos. Primeiro, o grupo sem campeões mundiais. Depois, ter evitado confrontos contra Brasil e Alemanha nas primeiras fases eliminatórias.

O Clarin escreveu que a Argentina “caiu em um grupo acessível, que permite sonhar”. “A seleção evitou na primeira fase os mais difíceis e ficou do outro lado da chave de Brasil e Alemanha”, escreveu o jornal.

Mais boleiro, o Olé fez toda uma nota sobre quando Argentina e Brasil, o “duelo mais quente da história”, pode acontecer na Rússia. “Se der a lógica e as duas equipes terminarem em primeiro lugar, quando poderíamos nos enfrentar? A resposta é uma hipotética final ou um cruzamento para definir o terceiro lugar. Se a Argentina sai em primeiro e segundo, ou vice-versa, poderiam se cruzar nas semifinais”, escreveu o diário esportivo.

Inglaterra fala em “grupo dos sonhos”
Reprodução
Imagem: Reprodução

Na Inglaterra, a imprensa ficou satisfeita com o sorteio no Grupo G, mesmo ao lado da Bélgica e sua “grande geração”. Os dois europeus estarão ao lado de Panamá e Tunísia. O The Sun disse que é um grupo dos sonhos: “Relegada ao pote 2, a Inglaterra poderia, facilmente, ter caído em um pesadelo em forma de grupo, mas agora estará confiante de se classificar para os mata-matas”.

O Guardian também mostrou alívio: “Inglaterra evita favoritos no sorteio da Rússia-2018: esperança de classificação para as fases eliminatórias aumentou”.

Espanha: Cristiano Ronaldo e religião
Reprodução
Imagem: Reprodução

Na imprensa espanhola, a presença de Portugal, de Cristiano Ronaldo, foi celebrada. “Cristiano nos espera na Rússia”, publicou o Marca, de Madri, que chamou a partida de abertura do Mundial para as duas seleção de “um bombazo”.

Já o As lembrou de um fato diferente: “O jogo contra Portugal tem muitas atrações, mas os duelos contra Iran e Marrocos serão complicados. Os dois países, de maioria muçulmana, vão comemorar o Ramadã [mês sagrado para a religião] entre 15 de maio e 14 de junho e, posteriormente, a Festa do Sacrifício [que segue à peregrinação anual à Meca]. São datas sagradas para para o Islã, mas iranianos, que foram bem nas Eliminatórias, e marroquinos não devem alterar seus planos”.

França ganhou um mimo no sorteio
Reprodução
Imagem: Reprodução

Na França, existia um temor de encontrar Espanha e Inglaterra na primeira fase. Sem eles, a imprensa local comemorou uma chave com Austrália, Peru e Dinamarca: “A França caiu em um grupo tranquilo no papel”, disse o L’Equipe, dizendo que o Peru era a menor ameaça do pote 2 e a Dinamarca só se classificou para dois dos últimos seis Mundiais.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo