Copa 2018

Ameaça terrorista quase cancelou jogo contra o Japão, diz porta-voz belga

Bruno Fahy/Belga/AFP
Jogadores da Bélgica comemoram o gol de Romelu Lukaku contra o Japão Imagem: Bruno Fahy/Belga/AFP

Do UOL, em São Paulo

15/11/2017 09h08

De acordo com Stefan Van Loock, porta-voz da Federação Belga de Futebol, o amistoso contra o Japão, disputado nessa terça-feira (14), quase foi impedido por ameaça terrorista em Bruxelas. Os europeus venceram os asiáticos por 1 a 0.

"Pensávamos, conversando com as autoridades, que não jogaríamos. Uma hora antes da partida, havia a possibilidade de que o jogo não fosse jogado", disse Van Loock.

Segundo o porta-voz, a ameaça terrorista foi a causa para que tanta gente entrasse no estádio com a partida já em andamento.

"Houve mais conferências, revistas muito rigorosas, e isso levou muito tempo. Havia algumas pessoas que entraram meia hora depois do apito inicial", relatou.

Ainda de acordo com Van Loock, a decisão de jogar a partida foi tomada depois que as autoridades concluíram que a ameaça não era tão séria quanto pareceu a princípio.

"Com o decorrer da noite, ficou claro que não era tão grave quanto tínhamos pensado no início além de apenas quererem que as pessoas ficassem com medo", afirmou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo