14/07/2010 - 13h21

Maradona pode definir nesta quarta se continua como treinador da Argentina

Das agências internacionais
Em Buenos Aires (Argentina)
  • Maradona ainda não definiu seu futuro na seleção da Argentina. O povo quer que ele continue.

    Maradona ainda não definiu seu futuro na seleção da Argentina. O povo quer que ele continue.

O povo quer, o time quer, até a presidente do país quer. É quase uma unanimidade nacional que Maradona deve continuar seu trabalho à frente da seleção da Argentina, visando a Copa América de 2011, que será disputada no país, e a Copa de Mundo de 2014, no Brasil. A decisão poderá ser tomada nesta quarta-feira, na reunião que o treinador tem agendada com o presidente da Associação Argentina de Futebol (AFA), Julio Grondona.

Quando saiu de campo derrotado pela Alemanha, na Copa da África, Maradona declarou que seria a hora de deixar o cargo. Mas a recepção calorosa que teve em Buenos Aires o fez pensar duas vezes.

Contrastando com as frias chegadas dos treinadores do Brasil e da Inglaterra, Maradona foi recebido como herói por quase 20 mil pessoas no aeroporto de Ezeiza, mesmo após uma eliminação traumática por 4 a 0. E não apenas o povo quer que Maradona fique, mas também a presidente do país, Cristina Kirchner, pediu que o treinador continue no comando da seleção.

"Aguente aí, Maradona. Ninguém nos deu mais alegrias dentro de campo do que você", declarou a mandatária, em discurso para torcedores da seleção.

Maradona mantém-se recluso desde que chegou ao país. O porta-voz da AFA, Ernesto Cherquis Bialo, que ajudou o próprio Maradona a escrever sua biografia, disse que a decisão está nas mãos do técnico.

"Se ele quiser ficar, continua. O povo o apoia incondionalmente", afirmou Bialo.

Segundo amigos próximos, Maradona está lidando com o caso à sua maneira, e queria ser o técnico por toda a vida, mas está pensando se ainda vale a pena. Para o povo, vale.

"Eu queria que ele fosse campeão porque merecia. Sei que não é o melhor treinador do mundo, mas o time responde a Maradona com coragem, dedicação e coração. Ele passa isso aos jogadores e recebe de volta", disse Alberto Blanco, torcedor e fã de Maradona, em frente a um gigantesco boneco inflável do treinador, instalado no centro de Buenos Aires.

Compartilhe:

    Siga UOL Copa do Mundo

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host