Após gastar R$ 1 bi em reforma, RJ vai privatizar Maracanã para resgatar 15% do valor em 35 anos

Vinícius Segalla
Do UOL, em São Paulo

  • Ricardo Moraes/Reuters

    Cadeiras são instaladas no estádio Maracanã; reforma deverá ser concluída em abril

    Cadeiras são instaladas no estádio Maracanã; reforma deverá ser concluída em abril

Veja Também

O governo do Estado do Rio de Janeiro publicou na noite da última segunda-feira o edital de concessão do complexo esportivo do Maracanã. De acordo com o documento, a empresa vencedora terá que repassar, no mínimo, R$ 4,5 milhões por ano ao governo estadual em troca do direito de explorar economicamente o estádio de futebol e as instalações esportivas do complexo.

A concessão será de 35 anos, sendo que por 34 anos a empresa vencedora terá que realizar o repasse de R$ 4,5 milhões. Assim, findo este prazo, o Estado do Rio de Janeiro terá recebido R$ 153 milhões, ou por volta de 15% do montante que o poder público está gastando na reforma do Maracanã, atualmente orçada em cerca de R$ 1 bilhão.

Além do repasse anual ao Estado, a concessionária será obrigada ainda a investir R$ 594 milhões em reformas no entorno do estádio. Entre as obras previstas estão a demolição do Estádio de Atletismo Célio de Barros e do Parque Aquático Júlio Delamare. Ambos deverão ser reconstruídos como centros de treinamento de atletismo e de esportes aquáticos. O objetivo é utilizar os equipamentos na preparação e durante os Jogos Olímpicos de 2016.

De acordo com o edital, a concessionária terá também o dever de demolir o Presídio Evaristo de Moraes e a Escola Municipal Friedenreich, os quais serão reconstruídos pelo Estado do Rio de Janeiro. Outra obrigação da futura concessionária será disponibilizar o ginásio do Maracanãzinho e o estádio do Maracanã por quatro e dois dias por ano, respectivamente, ao poder público.

Será realizada no dia 11 de abril a sessão que vai definir a empresa que assumirá controle do estádio e seus anexos. Não poderão participar desta concorrência clubes de futebol, confederações de futebol ou desportivas, clubes de regatas e outras agremiações esportivas, incluindo os principais clubes do Rio de Janeiro. 

O Maracanã está em obras para a Copa do Mundo desde 2010. A reforma deveria ter sido concluída em dezembro. Depois de várias mudanças, a conclusão é esperada para maio, um mês antes da Copa das Confederações.

O estádio abrigará partidas da Copa e da Copa das Confederações. As finais de ambos os torneios serão realizadas no estádio. Na Olimpíada de 2016, o Maracanã sediará as cerimônias de abertura e encerramento, além de partidas de futebol.

Notícias relacionadas



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos